Blogg

« April 2008 | Main | June 2008 »

ThursdayMay 292008

Um destino inesquecível!

487913434_0696b08eae_b_3 Toda vez que penso numa viagem, meus pensamentos me levam em direção ao mar.
Até parece que nós seres humanos por ter vindo do mar, segundo alguns, temos a necessidade de voltar pra ele sempre, nem que seja para escutar aquele barulho das ondas que tanto magnetiza a gente.
Pra mim descansar mesmo só caminhando na beira do mar, apreciando o passar das horas de acordo com a sombra do guarda-sol, sentindo a onda quebrar no corpo... estar perto da natureza e entrar em contato com ela é a melhor forma de espantar o stress nosso de todo o dia.
Tempos atrás voltando ao meu pensamento de viagem me deparei com a região de Arraial do Cabo e me apaixonei, pousadas à beira-mar, céu e mar que se confundem...
Descobri que há uma variedade de atividades para se fazer em Arraial como passear de barco pelas praias da cidade como Prainhas, Ilha do Farol e pela Gruta Azul, fenda de Nossa Senhora com paradas para mergulho (Arraial do Cabo é considerado o segundo melhor ponto de mergulho no país, só atrás da Ilha de Fernando de Noronha, e bem mais barato também), podendo até parar no Restaurante Flutuante, famoso pelos seus frutos do Mar; ainda tem as trilhas ecológicas para a Praia do Forno e Praia Brava, que também é boa para a prática do surf.
Sem dúvida Arraial do Cabo será um destino inesquecível!

Photo: Marcusrg

Posted by Flavia Mariano at 11.09PM to Travel | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
WednesdayMay 282008

Festival de Balonismo de 2009 já tem data marcada

Principal_4 A Prefeitura de Torres e a Air Show Promoções já definiram a data de realização do 21º Festival Internacional de Balonismo. Inicialmente, o evento foi marcado para acontecer no feriadão do Dia do Trabalho, ou seja, de 30 de abril a 3 de maio de 2009. No entanto, os organizadores ainda estudarão a possibilidade de ampliar os dias do evento para englobar dois fins de semana. Além disso, a próxima edição deverá ter novidades em terra e no ar. Em terra, o festival   deverá contar com uma nova infra-estrutura, um Centro de Eventos, e no ar, balões de formas diferenciadas.

A Prefeitura de Torres iniciará ainda este ano a construção do Centro Múltiplo de Eventos no Parque Municipal de Exposições Odilo Webber Rodrigues, o Parque do Balonismo. Além de ser um importante apoio para os próximos Festivais de Balonismo, o pavilhão vai abrigar feiras, eventos e outras ações e atividades ligadas ao Turismo e ao desenvolvimento de Torres. Para viabilizar a obra, o prefeito João Alberto Machado Cardoso encaminhou projeto ao Programa de Infra-estrutura Turística do Ministério do Turismo. Ele também foi a Brasília para mostrar a importância da obra para a cidade, o Estado e o Brasil, pois o Festival de Balonismo atrai, a cada ano, mais pessoas, entre eles muitos estrangeiros. No Centro de Eventos serão investidos R$ 520 mil, dos quais o Governo Federal destina R$ 390 mil e a Prefeitura entra com uma contrapartida de R$ 130 mil.

Balões de formas – Para o 21º Festival de Balonismo de Torres, Bruno Schwartz, da Air Show Promoções, do Rio de Janeiro, que organiza a parte técnica do evento desde a sua primeira edição, prometeu se empenhar para trazer à mais bela praia gaúcha balões com formatos diferenciados. Geralmente eles são usados para propaganda, pois as empresas construtoras criam o balão no formato do produto, servindo como mídia alternativa, por exemplo, na forma de garrafa ou lata de cerveja.

Texto: Marlene Grings
Fotos: Adriano Daca

Posted by Silvia Fagundes at 07.20PM to Sports | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
WednesdayMay 282008

Festival de Inverno de Campos de Jordão

10 Criado em 1970 pelos maestros Eleazar de Carvalho, Souza lima e Camargo Guarnieri, inspirado no Festival de Tanglewood, o Festival de Inverno de Campos de Jordão tornou-se o Festival Brasileiro mais procurado nessa época do ano por quem quer aproveitar uma ótima música, a ótima culinária, o ar puro, e é claro aproveitar o clima da cidade para viver um momento romântico ou até mesmo dar um certo glamour europeu ao nosso inverno tropical.
Nesta 39˚ edição, que será realizado do dia 5 ao dia 27 de Julho, o público terá o prazer de apreciar em sua abertura, às 21h no Auditório Claudio Santoro, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo regida por John Neschling.
Além do Festival, pretendo curtir as atrações da cidade considerada a Suíça Brasileira. Visitar o Palácio do Governo, passear de Trem na histórica Estrada de Ferro e caminhar pelo Horto Florestal com 8,3 mil hectares de natureza preservada, com araucárias centenárias, trilhas, fauna diversificada e áreas de pic-nic.
E se você assim como eu, deseja conferir este festival, (esse ano acho que conseguirei dar uma passada por lá, ou num fim de semana, ou fazer um bate volta, já que Campos de Jordão fica próxima a São Paulo onde moro) é melhor correr, pois a procura pelo Festival de Inverno é grande, os hotéis da cidade costumam lotar rapidamente, por isso é melhor você se apressar!
Eu já garanti minha hospedagem agora é só aguardar o início das vendas dos ingressos para os concertos do Festival a partir do dia 16 de junho de 2008, e garantir o meu ingresso também!

ENDEREÇOS DO FESTIVAL

Auditório Claudio Santoro - Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1880 - Alto da Boa Vista - Tel: (12) 3662 2334 - Capacidade: 852 lugares.

Concha Acústica da Praça do Capivari. Capacidade: 15 pessoas sentadas.

Capela do Palácio Boa Vista - Av. Dr. Adhemar de Barros, 31 - Alto da Boa Vista - Tel: (12) 3662 1122 - Capacidade: 120 lugares

Igreja Santa Terezinha - Rua Thadeu Rangel Pestana, 662 - Abernéssia - Tel: (12) 3662.1740. Capacidade: 2 lugares

Igreja São Benedito - Av. Macedo Soares, s/n, Capivari - Tel: (12) 3663.1340. Capacidade: 2 lugares

Igreja Nossa Senhora da Saúde – Praça Nsa. Sra. da Saúde, s/n - Vila Jaguaribe – Tel.: (12) 3662.2919 Capacidade: 2 lugares

Sala São Paulo - Praça Júlio Prestes, s/n, Luz, telefone: (11) 3337.5414 - São Paulo - Capacidade: 1501 lugares

by Josi Guimarães

Photo e sobre Campos do Jordão: http://portaldecampos.uol.com.br/

Posted by Silvia Fagundes at 04.46PM to Music | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
TuesdayMay 272008

XIV Maratona Internacional de São Paulo

Logo_evento_3 Na manhã do domingo dia 1˚ de Junho, às 9hs, disputarei a XIV Maratona Internacional de São Paulo.
Serão 42km de percursso pela cidade com cerca de 13.500 participantes.
Este evento esportivo é um dos principais do gênero no país, atraindo maratonistas do mundo inteiro.
A partida e a chegada serão na Av. J. Roberto Marinho, passará ainda pela Marginal Pinheiros, Túnel Jânio Quadros, Av Pedroso de Moraes, Av Pedro Alvares Cabral (Ibirapuera) entre outros pontos.
Haverá também uma Corrida de 10km com largada e chegada em frente ao Obelisco do Ibirapuera e uma Corrida e Caminhada de 5km com os corredores largando e chegando da Avenida Jornalista Roberto Marinho com Rua Ribeiro do Vale, na zona sul.
Poderão participar da Maratona as seguintes categorias (masculino e feminino): geral, caminhante esportivo, atletas com deficiência e elite, que disponibilizará para os atletas inscritos na Maratona 42km e 10km uma linha circular de ônibus levando os atletas da chegada até a largada do evento.
A Maratona conta com o apoio a Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação da Cidade de São Paulo, supervisão da Confederação Brasileira e Paulista de Atletismo e vale pontos para o ranking da Federação Internacional de Atletismo (IAAF).

Posted by Silvia Fagundes at 08.47PM to Sports | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
MondayMay 262008

Fronteiras remotas: Jericó - Palestina

"A caminho de Jerusalém encontrei uma placa de pedra à beira da estrada que dizia “Jericho – World’s oldest city”. Foi o suficiente para mudar de rumo.”

Jerico1_3 Parece que até estavam bombardeando Gaza, e, mal sabia eu que uma simples placa de pedra à beira da estrada me levaria em direção ao monte da Tentação de Jesus. Mal sabia que por ali, por aquela estrada pequenita era um desvio para Jericó.

Mais à frente parei. O que era aquilo? Onde estava? Uma fila de carros e um muro de betão com arame farpado faziam agora a vista da minha janela. A paisagem mudou bruscamente, as pessoas mudaram, as matrículas ficaram verdes de repente, com um "F"… que cena confusa. Mas, epa, "F" é de "Felistin"; ali era a fila para entrar no território palestiniano. Por momentos pensei em voltar para trás, mas, à medida que a fila avançava, e, os militares com armas se aproximavam, algo me puxou a não voltar para trás. Mesmo o fato de estar com um carro de matrícula de Israel não me voltou atrás. Entrei na Cisjordânia.

Uma imagem marcante de um senhor sentado à espera de transporte, com um muro cinzento por trás, um saco de plástico voando e um céu de arame farpado ficaram marcados na memória.

Jerico2_6

O que aconteceu foi que pelas minhas contas, e, guiando-me pelo mapa israelita, estava eu em Israel. Mas afinal ali eram outras bandas, outras pessoas, outras crenças, outras sensibilidades.

O oásis de Jericó, com 11.000 anos de história como cidade, rodeada pelo Vale do Rio Jordão e pela Montanha da Tentação é um lugar fascinante. Um conforto no meio da guerra.“

Informações Gerais

A não perder
Tell es-Sultan; Tell el-jericho; viagem de teleférico para o Monte da Tentação de Jesus; uma caminhada pelo centro da cidade; comer falafel e húmus no restaurante Ibrahim Issawe & Sons na praça da cidade; fonte de Elias; figueira de Elias.

Text and photos by João Leitão, português colecionador de histórias pelo mundo, atualmente mora  no Marrocos.

Posted by Silvia Fagundes at 08.20PM to Travel | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
MondayMay 262008

Transporte em Mocambique é o que aparecer

1225221629_25e3f3aef0_b Resolvemos seguir em frente em nossa viagem através da costa indo do Sul para o Norte. Logo descobrimos que havia somente uma meio de transporte para sairmos de Macaneta: um trator que nos levaria de onde estávamos até a balsa que faria a travessia do Rio. Para desespero nosso, descobrimos que o trator não estava operando naqueles dias e que teriamos que fazer o trajeto a pé como qualquer outro morador estava fazendo, tudo bem, não seria problema nenhum andar, mas então, descobrimos que isso significava andar 10 kilometros. Fazer o que? Saimos com nossas mochilas nas costas andando até a balsa. Até que não foi muita coisa, mas estávamos realmente cansados. Chegamos até a estrada onde tentariamos pegar um transporte para Macia ou Xai-xai, chegando a um desses lugares iria procurar o pessoal da igreja em que havia trabalhado em um projeto anteriormente e lá poderiamos armar as barracas e passar a noite, o problema é que o transporte não veio por quase duas horas e já eram 4 horas da tarde a melhor decisão foi de voltarmos para Maputo. Transporte em Mocambique é o que aparecer, o que vier está bem vindo.  O que veio foi um caminhão cheio de gente em cima para uma viagem de cerca de 1 hora pegando uma boa chuva.
(…)
Na manhã seguinte saímos cedo a procura de um meio de chegarmos a Xai-Xai que fica mais ou menos a 3 horas de Maputo. Depois de muita tentativas frustradas achamos um micro ônibus que estava indo para Xai-Xai já a tardinha. Fomos para a área de campismo, levantamos as barracas e fomos apreciar as belezas da natureza naquele lugar. Passamos dois dias na Praia de Xai-Xai até que decidimos ir mais ao norte para conhecermos outros lugares. Tentamos pegar algum transporte para Maxixe durante uma manhã inteira. Estávamos à beira da estrada aguardando qualquer condução. Por fim, encostou um ônibus com destino à Beira (Beira fica a dois dias de viagem de Maputo), conversei com o motorista e ele disse que poderia nos levar até Maxixe, porém, havia um problema: o ônibus estava cheio e não havia lugar direito nem para ficar em pé. Tive até medo de traduzir isso para os meus amigos, mas decidimos nos aventurar, seria melhor fazer em pe as 4 horas de viagem do que ficar em pé 4 horas aguardando outra condução. A viagem foi longa e muito cansativa, porém, nossa jornada não foi nada comparada com as pessoas que iriam até a cidade da Beira em pé: dois dias de viagem.

By Alverson de Souza, atualmente mora na cidade de Boston (estado de Massachusetts) já por 10 anos.

Photo: Carlos Matos

Posted by Silvia Fagundes at 07.45PM to Travel | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
MondayMay 262008

Ilha Paraíso, Parintins na Amazônia

Festival_folclrico_de_parintins_r_3 Os aspectos físicos e geográficos não traduzem totalmente o que é Parintins, a cidade dos Bumbás Caprichoso e Garantido, mas também uma cidadela simples que impõe atitude pelas diversas particularidades que possui e que encanta qualquer visitante. Hospitalidade, alegria, devoção e simplicidade são as chaves do sucesso dessa cidade.

O modo de vida do parintinense é fruto de uma cultura mágica, difícil de explicar. Sem a euforia dos dias que antecedem o grande festival folclórico, Parintins é apenas uma aldeia de gente muito simpática, que anda pelas ruas de bicicleta, que pinta as fachadas das casas da cor do boi que faz pulsar a paixão, que conversa das tardes ao anoitecer em cadeiras de embalo nos batentes das portas e que também veste a melhor roupa, aos domingos para reverenciar na belíssima Catedral a santa do lugar, Nossa Senhora do Carmo.

É um cotidiano simples, mas ao mesmo tempo repleto de artes. O povo de Parintins já nasce com dons especiais. São artistas que compõem, cantam, esculpi, pintam com muita habilidade e até criam novos rumos para o português, inventando um linguajar próprio. Bastam um visitante chegar que eles querem demonstrar carinho, fazendo sentir-se em casa, chamando logo de parente (o mesmo que cara ou irmão), mostrando a cidade e seus talentos com orgulho.                                          

Cidade cercada de belezas naturais, Parintins, a ilha do Paraíso, se completa mesmo pelo povo que tem. Os atrativos turísticos se tornam, portanto, importantes, mas não fundamentais. A Catedral de Nossa Senhora do Carmo, a Vila Amazônia, as praias de Taracuera ou do Varre Vento e Serra de Parintins são visitas obrigatórias, mas não perca uma bate-papo informal com a gente do local. Afinal, Parintins é repleta de personalidades e de mitos como seu Valdir Viana, famoso curandeiro; Dona Maria Ângela, a mulher que tem a casa e os objetos todos em vermelho em homenagem ao boi Garantido, ou até o sábio e folclorista Simão Pessoa, praticamente o engenheiro intelectual do bumba Caprichoso.

Visite os currais dos bois em Parintins, Caprichoso e Garantido, os personagens que projetam a cidade para o mundo. Conheça tudo e não esqueça, é claro, da culinária do local. E imprescindível.

Post selecionado por Josi Guimarães do site de Parintins

By Ricardo Stuckert/ABr

Posted by Silvia Fagundes at 07.39PM to Travel | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
MondayMay 262008

Tallinn, medieval e estilosa!

Tallinn_0006 Acordar e ter uma cidade medieval que sobe sobre suas escadas.
Ver de um outro lado uma região que se desperta com seus novos e modernos prédios e indústria do capitalismo.
E pouco ainda resta do conhecido humor soviético nas pessoas às vezes acolhedoras de Tallinn, cidade da Estônia, banhada pelo Mar Báltico ex-província da Ex-União Soviética (cuja independência foi em 1991).
Vale a pena visitar sua praça principal com restaurantes e bares ao ar livre.
E sua arquitetura medieval e mesclas de estilos!
Deve-se ir principalmente no verão de Maio-Agosto quando as mesas dos bares ficam expostas ao ar livre! Imperdível! Lá também se bebe muita cerveja e vodka,
E sem esquecer a parte medieval da cidade!

Post by Ana Gasquer

Photo: www.tallinn.info

Posted by Silvia Fagundes at 07.16PM | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
MondayMay 262008

Olha a fogueira ia ia, olha a fogueira iô iô...

21394747_0c22ca6906_b_2 Junho no Brasil é  mês de quadrilha, arraial, bumba-meu-boi, tambor-de-criola, vinho quente, quentão e de fogueira, é mês de agradecer aos Santos a chuva caída, e de pedir a benção novamente!
Dentre as festas folclóricas brasileiras, as Festas Juninas estão entre as mais populares no país.
De origem européia, trazida para o Brasil pelos portugueses, logo foi incorporada aos costumes das populações indígenas e afro-brasileiras.
Recebeu o nome de junina (chamada inicialmente de joanina, de São João) porque veio de países europeus cristianizados.
A festa de São João brasileira é típica da Região Nordeste. Por ser uma região árida, o Nordeste agradece anualmente a São João, mas também a São Pedro, pelas chuvas caídas nas lavouras. Em razão da época propícia para a colheita do milho, as comidas feitas de milho integram a tradição, como a canjica e a pamonha.
As festas juninas brasileiras podem ser divididas em dois tipos distintos: as festas da Região Nordeste e as festas do Brasil caipira, ou seja, nos estados de São Paulo, Paraná (norte), Minas Gerais (sobretudo na parte sul) e Goiás.

- Bumba-meu-boi e Tambor-de-Criola (São Luis – Maranhão)

- “O Maior São João do Mundo” (Campina Grande - Paraíba)

Post by Flavia Mariano

Photo: Rodrigo Muniz

 

Posted by Silvia Fagundes at 07.12PM | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
MondayMay 262008

Para ficarmos In, vamos falar de Dubai…

2086020608_cc77b4e632_b_4 Destino exótico mais procurado atualmente, Dubai é um verdadeiro fenônemo do turismo mundial, seja por sua Zona Franca, seja por suas praias ou por seus hotéis de luxo.

Contando um pouco a sua história, Dubai começou a ser colonizado em 1833, e durante o sec, XIX, Bur Dubai (nome na época) não passou de uma vila de pescadores, mergulhadores de perolas e comerciantes beduínos, indianos e persas. Em 1892, em acordo com os ingleses, o Sheik de Dubai ofereceu isenção de impostos para os comerciantes que se basearam lá, assim nasceu a Zona Franca de Dubai. Em 1966 foi descoberto petróleo e a sua exportação começou em 1969. Em 1971, 7 emirados formalizaram uma federação e adotaram o título Emirados Árabes Unidos, e Dubai é o segundo maior deles, sendo Abu Dhabi o maior e com mais reservas petrolíferas. Com uma visão de futuro como poucos, o Sheik de Dubai, vendo que suas reservas de petróleo estavam se esgotando, investiu tudo o que pôde das receitas provenientes da comercialização do petróleo e infra-estrutura comercial e principalmente turística para garantir que o emirado tenha um futuro promissor mesmo depois do fim das reservas.

O resultado esta ai, não se fala de outro lugar como destino chic, como destino para compras, como destino exótico. Pacotes para compras de Natal em Dubai, Cruzeiros pelo golfo, tudo isso está todos os dias em todas as revistas, jornais especializados em turismo. Dubai ainda conta com hotel mais comentado do mundo nos últimos 8 anos: Burj Al Arab (5 estrelas + ). Além de mais comentado, é o mais caro, mais alto, todos os aptos são duplex e se localiza em uma ilha artificial. A idéia é fornecer tudo e um pouco mais aos seus turistas… e ainda vem muito mais, eles estão construindo o maior shopping do mundo, a maior torre do mundo, a maior pista de ski indoor do mundo, além de contruções de ilhas e de hotel subaquatico. Mar adentro, começaram as obras do chamado “The World Islands” (o mundo), um conjunto de ilhas artificiais que lembra o mapa do mundo, e que serão vendidas a quem quiser ter sua França ou até mesmo seu Brasil .. São tantas as contruções que eles de repente se deparam com o seguinte problema: falta de dobradiças para as portas.. É sério, não é piada.. podem acreditar!!!

Apesar de todo esse apelo, é possível fazer esporte em Dubai, suas águas são limpas e pode-se praticar windsurf, esqui aquático e até mesmo mergulho. Mas, como todo lugar sofisticado, o golf é o esporte mais comum devido aos inúmeros campos espalhados por lá.

Para quem esta querendo ir para Dubai, os Emirados Árabes exigem visto para brasileiros.

Post by Flávia Peixoto, mãe de duas lindas gêmeas que quando viaja leva toda a família Trololó junto! E autora do blog Viajar é tudo de bom.

Photo: Burj Al Arab

Posted by Silvia Fagundes at 06.28PM | Link permanente | Comentários (0) | TrackBack (0)



Share/Save/Bookmark
Suas coisas Ajuda Outras coisas Coisas legais
Direitos autorias © 1999-2007 Travelstart Nordic AB

Portions copyright Donvand Ltd. 2006
IATA Certified ZA UK IE NL LT
SE NO DK FI BR
US FR DE